ETE - VISITA À ALUMÍNIO

Presidente executivo do Saema visita Alumínio/SP para conhecer sistema utilizado no tratamento de esgoto

A cidade de Alumínio utiliza reatores anaeróbios (UASB), o mesmo método proposto para construção da nova ETE em Araras

 

 

 

 Na manhã desta terça-feira (5) o presidente executivo do Saema, Rubens Franco Junior, realizou uma visita à cidade de Alumínio, São Paulo, para conhecer o sistema utilizado pela cidade para realizar o tratamento de esgoto. Na ocasião, Rubens foi acompanhado pelo secretário do Governo Municipal, Ricardo Franco, representando o prefeito municipal, Pedrinho Eliseu.

A visita foi realizada com o acompanhamento do engenheiro ambiental Gustavo Fachini Macluf e do engenheiro José Del Cistia Junior, ambos da empresa Sanex Soluções Eireli, empresa responsável pela construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Alumínio e a vencedora do processo licitatório para a construção da nova ETE em Araras. “Estamos empenhados para que nosso município possa tratar o esgoto o quanto antes. O principal objetivo da nossa visita, foi verificar na prática como funciona este método, que já está no contrato assinado com a Sanex. Em nossa visita, pudemos conhecer a rota tecnológica e a eficiência do método utilizado, para verificar sua capacidade técnica e ter a certeza de que foi feita a adoção da melhor tecnologia para isso”, disse Rubens.

 

 

Vantagens dos reatores UASB

Além da cidade de Alumínio, o município de São Pedro/SP também utiliza reatores anaeróbios (UASB), e, de acordo com o diretor da Sanex, Eduardo Krahenbuhl Padula, o método possui vantagens como: grande diferencial em relação ao custo; baixa produção de lodo biológico; lodo adensado (com menos água) e digerido (estável biologicamente) dispensando outras unidades de tratamento do lodo; grande eficiência de remoção de matéria orgânica sem necessidade de energia elétrica; baixa necessidade de mecanização (reduz custos de manutenção); simplicidade operacional; custo de implantação reduzido e potencial para aproveitamento energético do biogás.

 

Próximas etapas

Para que a obra da nova ETE em Araras seja iniciada, o Saema e a Prefeitura Municipal aguardam a manifestação do Ministério das Cidades. Havendo a necessidade, o presidente executivo do Saema poderá ir novamente até Brasília levar em mãos novos documentos e agilizar os procedimentos.  

 

Camila Heloíse/Saema

  

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisa