OBRAS

 Saema soluciona vazamento de esgoto no córrego Andrézinho

Ao final da tarde de ontem (3) a obra para solucionar o problema já estava finalizada

 

 

Equipes do Saema se mobilizaram para atender com urgência a uma denúncia nesta segunda-feira (3) no córrego do Andrézinho. De acordo com informações, o rompimento da tubulação de esgoto do local se rompeu e estaria despejando esgoto no córrego, poluindo lagos do Parque Ecológico da cidade.

A denúncia chegou até o Saema após munícipes assistirem a um vídeo nas mídias sociais.

De imediato, as equipes do Saema foram até o local e iniciaram a troca da tubulação, impedindo que o esgoto continuasse a ser despejado no córrego. A obra teve início às 8 horas da manhã e terminou no fim da tarde do mesmo dia.

Segundo informações do presidente da autarquia, Rubens Franco Junior, a tubulação se rompeu por vários motivos. “Se trata de uma rede de esgoto antiga e que se tornou frágil ao longo dos anos. O desgaste e a chuva que causou erosão no local, fez a tubulação se romper”, explicou.

Franco ainda reforçou a importância da participação dos munícipes para solucionar casos deste tipo. “Recebemos a denúncia e imediatamente fomos até o local para resolver o problema. Não é possível realizar vistoria nestes locais, pois se trata de redes que não são visíveis. Porém, estamos à disposição para realizar as manutenções e solucionar os casos, mas é preciso que o munícipe entre em contato conosco pelos meios oficiais de comunicação da autarquia. Muitas vezes, a pessoa se manifesta apenas nas mídias sociais e podemos demorar um pouco mais para ficar sabendo, se ela ligar direto para nós, conseguimos resolver o problema com maior agilidade”, disse.

O Saema possui o número 0800 – 014 4321 para ligações gratuitas e funcionamento 24 horas, por este número é possível realizar solicitações de serviços de emergência e obter um número de protocolo para acompanhar sua solicitação.

Não obtendo resposta satisfatória ou se o problema não foi solucionado no prazo informado pela autarquia, é possível ainda registrar uma manifestação pelo telefone da ouvidoria do Saema (19) 3543 – 5508 de segunda à sexta-feira das 8 às 17 horas.

 

Camila Heloíse/Saema 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisa